segunda-feira, 30 de agosto de 2010

David Eustace

Outro dia um amigo me disse que aqui, no meu blog, eu falo muito de arte, de pintura, de desenho, ilustração, não é mesmo? Eu fiquei sem entender se isso era uma crítica, por eu não ter formação em arte ou tampouco ser um artista. A ver. rsrsrs
A verdade é que a delícia de eu poder manter um blog pessoal é essa mesma: a de não ter outro compromisso que não o de ter a liberdade de poder compartilhar com as pessoas as coisas que encontro, das quais posso ter fruição, simplesmente porque gosto. Simples assim. ;-D

Eu sempre gostei de ver o trabalho das pessoas de talento e sensibilidade, sempre me emocionei com esses trabalhos e vejo esse blog como esse grande caderno em que vou colando imagens e textos, expondo minhas impressões das coisas que vejo enquanto vivo. Portanto, claro, das coisas que acho que vale a pena divulgar.  Aliás, temos tanta coisa vulgar no mundo e que não precisam de divulgação. Por que não divulgar, aquilo de que gostamos, para tantos outros que podem também sentir prazer e mesmo aprender com isso?

As pinturas do pintor britânico David Eustace são, por exemplo, mais uma pérola que encontrei no mar da web e lhes trago hoje. Também fiz minha versão brasileira da notícia que encontrei a respeito do pintor e que se encontra no site da galeria on-line, que divulga seus trabalhos:

David Eustace nasceu em Birmighan, em 1950, e foi encorajado na escola, por seu professor de arte, a seguir uma carreira artística, mas constrangimentos financeiros forçaram-no a começar a aprender carpintaria. Foi somente muitos anos depois, quando ele já tinha vinte e um anos, que pôde voltar a estudar. Ele completou um curso inicial na Sutton Coldfield Art College, seguido por uma graduação em Fine Art na Exeter College of Art. Mais tarde, ele ainda esteve na Leicester Polytechnic, em 1976, e diplomou-se como professor.
Após a graduação, David passou seis anos nos EUA trabalhando como muralista. Desde que retornou ao Reino Unido, em 1986, tem ganhado a vida como pintor e muralista – durante 25 anos ele foi baterista na blues band ‘Junkyard Angels'. E, agora, ele toca em um quarteto de jazz chamado 'Shufflebones'.
(...)
David Eustace diz: “Foi somente quando eu parei de trabalhar para sobreviver que minha pintura tornou-se minha propriamente. Para mim, imaginação é a pedra de toque para explorar um mundo interior de sentimentos e sonhos.”
(...)
O trabalho de David Eustace, além de ser exibido na Red Rag British Art Gallery, tem sido exibido nas principais galerias de arte britânicas. Cada uma das pinturas expostas na Red Rag saem diretamente do estúdio de arte de David Eustace e como tudo na Red Rag British Art and Contemporary Art, podem ser enviadas para o mundo inteiro.

















4 comentários:

  1. Alessandra Heguedusch F. Auad31 de agosto de 2010 10:28

    Tout simplement magnifique!!!

    ResponderExcluir
  2. Essas pinturas têm um quê de surrealismo.Adorei essa do gato escondido no meio do mato e a do homem na mesa com o cachorro! Acho que eu gosto de algumas coisas estranhas....

    ResponderExcluir
  3. Graci,
    Eu não tinha visto esse seu comentário!
    Você sabe que quando eu postei essas imagens, eu bem que pensei que vc iria gostar muito dessas que tinham o cachorro e o gatinho. Mas é só porque eu sei que vc ama os animais.
    ;-)

    ResponderExcluir