segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Conoces Oriana Falacci?


Estou lendo esse livro que, penso, dispensa apresentação. A revista Rolling Stone é uma publicação famosa e que, curiosamente, eu quase nunca li. ;-p Mas uma amiga querida emprestou-me esse livro dizendo que os entrevistados pela revista eram o máximo e, portanto, as entrevistas saíram ótimas e foram reunidas nesse volume. Como acho uma delícia ouvir gente que admiro, estou lendo. Só para vocês terem uma ideia, temos nesse livro conversas com Jim Morrison, John Lennon, Truman Capote (entrevistado por Andy Warhol!), Francis Coppola, Clint Eastwood, Eric Clapton, Tina Turner, Spike Lee, Bruce Springsteen (que eu adoro!), Mick Jagger, O Dalai-Lama (também adoro!), Ozzy Osbourne, Keith Richards e muitos outros. (Na verdade, citei os que conheço e gosto...)
Minha surpresa: Oriana Falacci e que eu não conhecia!
Para saber sobre essa mulher uma consulta ao "oráculo" do nosso tempo, São Google, é suficiente, a princípio. Eu o fiz e, agora, sei que foi uma jornalista importantíssima. Sempre de esquerda, foi da resistência italiana ao fascismo e nazismo. Ela ganhou uma medalha, após a segunda guerra, por esse motivo, aos 14 anos de idade! Como jornalista, foi correspondente de guerra, no Vietnam e simplesmente entrevistou as maiores personalidades do século XX em vários setores. Segundo contam, suas entrevistas eram incríveis, as melhores. Mais para o fim da vida, tornou-se a principal crítica ao Islã. Ao que me pareceu o cerne dessa crítica era em relação a opressão às mulheres nesse regime. Ela viveu até os 77 anos de idade. Foi sempre uma mulher belíssima!
O que me encantou na sua entrevista à revista e que li nesse livro: sua inteligência e, sobretudo, sua última resposta e que reproduzo aqui:

Você seria a primeira pessoa que eu escolheria para entrevistar o primeiro ser de outro planeta.

E eu o faria como uma criança. Este é o segredo... vou te contar uma coisa. Durante o primeiro vôo à Lua, havia uma coletiva de imprensa antes do lançamento. Havia um grupo de Jornalistas Americanos Muito Importantes lá e, graças a Deus, havia também meu querido amigo Walter Cronkite entre eles. E Cronkite me mandou uma mensagem - nós estávamos na mesma sala porque a imprensa estava entrevistando os astronautas via tevê - me perguntando se eu queria fazer uma pergunta a eles. "Colocar uma questão para eles? Muito Obrigada." E escrevi minha perguntinha - três palavras - e a mandei para Cronkite.
As perguntas continuavam e continuavam... sobre o combustível e sobre a trajetória e a manutenção... não entendi nada do que falavam. Sabe, eu escrevi um livro sobre a conquista da Lua e até hoje não sei como um foguete sobe. Estou muito orgulhosa disso. E não compreendi as perguntas dos jornalistas, que eram extremamente pomposos. Todo mundo era pomposo. E então Cronkite disse: "Tenho uma pergunta aqui de Oriana Fallaci". Pausa. E ele não falou a pergunta. (Ele era maravilhoso, um verdadeiro ator.) Então, dramaticamente: "A pergunta é: Vocês estão assustados?".
Bem, depois de discutir com Aldrin e Collins, Neil Armstrong foi eleito para dar o primeiro passo. "Bem", ele hesitou, "você sabe, a adrenalina sobe." "Ah, que merda. Diga que você está assustado!" Eu gritei bem alto para todo mundo na sala de imprensa. "Quem se importa com a adrenalina? Me diz, me diz, medo, medo! Walter pergunte a eles sobre o medo!"
E essa foi a pergunta da criança. Se você perguntasse à minha irmã mais nova para jogar uma questão aos astronautas, ela diria: "Vocês estão com medo de ir para Lua?" É claro. É isso o que ela iria querer saber.
Ela não é ótima?!

2 comentários:

  1. ótima sim!
    e esse livro eu vou querer!
    bj, menino

    ResponderExcluir
  2. Que bom que Kika concorda, sim, Oriana Falacci é ó-ti-ma!

    ResponderExcluir